SAIBA COMO FUNCIONA O

4° Simulado Nacional - Área Fiscal

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

TCE/CE - Contrato assinado com a organizadora


TCE
Está cada vez mais próxima a publicação do edital do concurso que será realizado pelo Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE/CE). Acontece que o último entrave, a assinatura do contrato com a organizadora, a Fundação Carlos Chagas, foi publicada em diário oficial na última quinta-feira, dia 29. Desta forma, resta apenas fazer os últimos ajustes entre a banca e o órgão para fechar o cronograma e soltar o edital, o que pode ocorrer já nos próximos dias.
A oferta será de 47 vagas, sendo 35 para o cargo de analista de controle externo, dez para técnicos de controle externo, uma para procurador e uma para auditor.
Para os cargos de técnicos e analistas, as remunerações, sem considerar o adicional de titulação, serão de R$ 6.278,54 para os técnicos e R$ 7.879,57 para analistas.
Mas as maiores remunerações serão para os cargos de procurador e auditor, respectivamente, com R$ 26.589,68 e R$ 25.260,20.
Os técnicos e analistas também contarão com auxílio-alimentação de R$ 350. A jornada de trabalho, para os dois cargos, será de 30 horas semanais.
Para concorrer a técnico é necessário possuir ensino médio e para analista, curso de nível superior em diversas áreas. No caso de procurador é exigido curso de nível superior em direito, com três anos de exercício de atividade jurídica e para auditor, nível superior completo, idade de 35 a 65 anos e experiência mínima de dez anos em atividades específicas.

Áreas

Em 19 de agosto foram aprovadas, no pleno do tribunal, duas resoluções que especificam as áreas e localidades para o preenchimento das vagas. A primeira determina que 32 novas vagas para analistas, criadas em 20 de junho, serão destinadas para a especialidade de auditoria, fiscalização e avaliação de gestão pública, na área de controle externo, distribuídas da seguinte forma: 16 na orientação em auditoria governamental, duas na orientação em auditoria de obras públicas, duas na orientação em auditoria de tecnologia da informação e 12 na orientação em atividade jurídica.
A outra resolução determina a destinação para as dez vagas de técnico  em controle externo, da seguinte forma: três serão para a especialidade suporte técnico à auditoria, fiscalização e avaliação de gestão pública, na área de controle externo, na orientação auditoria da tecnologia da informação, e as outras sete serão para a especialidade suporte administrativo geral, na área de administração.

Seleção

Para técnicos, a seleção contará apenas com provas objetivas, versando sobre conhecimentos gerais e específicos. Para analistas serão duas etapas, com provas objetivas de conhecimentos gerais e específicos na primeira e análise de títulos na segunda. Para auditor e procurador, no último concurso, realizado em 2006, a seleção contou com provas de conhecimentos específicos I, conhecimentos específicos II, avaliação oral e análise de títulos.
Fonte: JCCONCURSOS

0 comentários:

Postar um comentário