SAIBA COMO FUNCIONA O

4° Simulado Nacional - Área Fiscal

terça-feira, 21 de julho de 2015

CORREIOS - Empresa confirma concurso para cerca de 2 mil vagas, diz federação

Segundo o presidente da Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (Findect), José Aparecido Gandara, em reunião realizada no último dia 15, a direção da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos informou que está trabalhando para realizar concurso para cerca de 2 mil vagas para as regiões com maior necessidade de pessoal. Gandara afirmou que a expectativa é que a seleção ocorra até o fim das negociações em torno da campanha salarial de 2015/2016, que vão até o início de setembro. “Estamos trabalhando para isso. É uma das nossas principais reivindicações”, disse ele.

A informação vai ao encontro do que vem noticiando a FOLHA DIRIGIDA desde o início deste mês: de acordo com fontes ligadas à presidência dos Correios, estão avançados os preparativos para a abertura de cerca de 2 mil vagas de agente dos Correios, nas funções de carteiro e operador de triagem e transbordo, cargos de nível médio, com iniciais girando em torno de até R$3 mil.


As oportunidades serão distribuídas por polos de diferentes estados, entre eles Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Bahia e Rio Grande do Sul. A seleção encontra-se em fase de definição da organizadora, com o nome da instituição escolhida podendo ser anunciado nos próximos dias. A expectativa é de realização do concurso ainda neste semestre, conforme já havia sinalizado, em novembro do ano passado, o presidente da estatal, Wagner Pinheiro.

Cursos em PDF e Videoaulas

Outra informação obtida junto a fontes é que o programa do novo concurso deverá sofrer alterações em relação ao último, de 2011, com as provas devendo ter de 40 a 50 questões, sobre Português, Matemática e Conhecimentos Gerais. A seleção deverá ser composta ainda por um teste de esforço físico, eliminatório, para verificar as condições do candidato para o desempenho da função.

Segundo os Correios, os ganhos iniciais da carreira são compostos da seguinte forma: salário básico inicial de R$1.084,35, acrescido de Gratificação de Incentivo à Produção (GIP), no valor de R$200; adicional de atividade, de R$325,31 para carteiro; diferencial de mercado, que conforme a localidade varia de R$17 a R$96; e vale-alimentação/refeição, também variável, de R$971,76 a R$1.092,48; além de vale-cultura, de R$50. Com isso, os ganhos iniciais já chegam a R$2.848,14. A remuneração alcança a faixa dos R$3 mil considerando-se também valores depositados no fundo de pensão e o custeio do plano médico e odontológico, também com valores variáveis.

Apesar da previsão inicial de cerca de 2 mil vagas, o número de contratações do concurso poderá ser bastante superior em função de decisão judicial de novembro do ano passado, que obriga os Correios a contratarem concursados em número equivalente a levantamento de demandas que deverá ser realizado. A empresa recorreu da decisão no último dia 16. Questionada sobre o teor do recurso, a estatal informou nesta terça-feira, dia 21, que, neste momento, só se manifestará sobre o assunto em juízo.

Federações que representam a categoria apontam uma defasagem de 15 mil a 70 mil servidores (incluindo a substituição de 30 mil terceirizados, nesse último caso). A estatal ainda pretende realizar uma seleção para a contratação de temporários.

Fonte: Folha Dirigida

0 comentários:

Postar um comentário