SAIBA COMO FUNCIONA O

4° Simulado Nacional - Área Fiscal

quarta-feira, 22 de julho de 2015

IBGE - Próxima quarta pode ser dia decisivo para novo concurso

A próxima quarta-feira, dia 29, poderá ser decisiva para o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que aguarda autorização do Ministério do Planejamento para realizar concurso. É que a pasta confirmou para essa data a reunião de negociação específica com a Associação e Sindicato Nacional dos Servidores do IBGE (ASSIBGE-SN). Uma das reivindicações que será apresentada é o concurso, que, segundo o diretor-executivo do instituto, Fernando Abrantes, será autorizado no último trimestre deste ano, para 600 vagas em cargos dos níveis médio e superior.
 
A diretora da ASSIBGE-SN, Susana Lage Drumond, falou sobre a expectativa em relação à reunião, e disse que o sindicato cobrará maior celeridade no concurso, pois o IBGE precisa urgentemente de novos servidores. “Iremos apresentar o nosso desejo de reestruturação da carreira e do plano de cargos, do reajuste salarial e da realização de concurso. Esse último é muito importante, por conta da situação gravíssima em que se encontra-se o IBGE, com metade de suas vagas de efetivos preenchidas por temporários. Isso prejudica a atuação do instituto e coloca em risco a sua atuação. Cobraremos maior celeridade na autorização, pois se o concurso for liberado no fim do ano, os novos servidores ingressarão no fim de 2016, o que é muito ruim para a fundação”, assinalou.
 
A diretora alertou ainda para as muitas aposentadorias previstas, que reforçam a necessidade do concurso. “Temos muitos servidores em condições de aposentadoria. Somente no ano passado, 579 deixaram o IBGE. Iremos nessa reunião, portanto, pedir atenção especial do governo e orçamento compatível”. Das 600 vagas que serão autorizadas, Fernando Abrantes disse à ASSIBGE-SN que 460 serão para o cargo de técnico em informações geográficas e estatísticas, de nível médio e com remuneração de R$3.323,91, e 140 para as funções de analistas e tecnologistas, de 3º grau e com rendimento de R$7.039,83, podendo aumentar para R$8.691,63, com especializações. A fundação solicita 1.564 vagas, sendo 1.044 de técnico e 520 de analistas e tecnologistas. No entanto, pelas últimas declarações de Abrantes, o concurso deverá ser mesmo para 600 vagas.

0 comentários:

Postar um comentário