SAIBA COMO FUNCIONA O

4° Simulado Nacional - Área Fiscal

quinta-feira, 16 de julho de 2015

INSS - Instituto quer liberar edital o quanto antes. R$5.259 para nível médio

O ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas, e a presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Elisete Berchiol, reuniram-se com a Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Previdência Social (Fenasps), no gabinete do senador Paulo Rocha (PT-PA), também presente. No encontro, agendado por conta da greve dos servidores e que ocorreu na última segunda-feira, dia 13, Gabas revelou que o INSS agiliza os preparativos do concurso para 950 vagas, a fim de publicar o edital o mais rápido possível. Quem informou foi o diretor da Fenasps, Carlos Roberto dos Santos, participante da reunião. 
 
"O ministro disse que já está agilizando os preparativos do concurso, para publicar o edital o mais breve possível. Gabas e a presidente se colocaram à disposição para negociar. No entanto, não apontaram uma solução imediata, pois, além do concurso, reivindicamos a incorporação da gratificação de desempenho (Gdass), redução da carga horária e ajustes no plano de carreira. Ficou acordado apenas que Gabas iria negociar os ajustes com o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, e que, após isso, haverá um novo encontro", assinalou. Conforme consta no site da Previdência, Carlos Eduardo Gabas disse que a "intenção do Ministério da Previdência Social e do INSS é encontrar uma solução para a paralisação o mais rapidamente possível”. A agilidade com os preparativos, destacada por Gabas, é confirmada pela posição oficial do INSS sobre a seleção.


Preparativos - Segundo a Assessoria de Imprensa e o setor de Recursos Humanos do instituto, já estão em andamento o estudo da distribuição das 950 vagas pelo país e a elaboração do projeto básico, a ser enviado às candidatas a receber inscrições e aplicar as provas do concurso. Das 950 vagas, 800 são de técnico do seguro social, para quem tem o nível médio e com remuneração de até R$5.259,87, e 150 para analista do seguro social, destinado a graduados em Serviço Social e com rendimento de até R$7.869,09.  Após a distribuição das vagas e a elaboração do projeto básico serem concluídos, a autarquia dará início ao processo de escolha da organizadora. O edital precisa ser publicado até 29 de dezembro, conforme determina a portaria de autorização, mas isso deverá ocorrer muito antes, conforme informou o ministro Gabas. Além das 950 vagas já autorizadas, acredita-se que o INSS solicite o adicional de 50%, assim como fez nos últimos concursos, o que possibilitará um bom número de contratações.
 
Remunerações - Assim que ingressa no INSS, o técnico tem rendimentos de R$4.614,87, somando R$639,18 de vencimento básico, R$1.022,69 de gratificação de atividade executiva (GAE), R$2.580 de gratificação de desempenho de atividade do seguro social (Gdass/80%) e auxílio-alimentação de R$373. Após seis meses de trabalho, a remuneração passa para até R$5.259,87, já que, além dos outros valores, a GDASS sobe para até R$3.225 (100%).
 
Os analistas, por sua vez, ingressam recebendo remuneração de R$6.832,89, somando vencimento de R$890,42, mais R$1.424,67 de GAE e R$4.144,80 de Gdass (80%) e o auxílio-alimentação. Após seis meses de trabalho, porém, a remuneração sobe para até R$7.869,09, já que, além dos outros valores, a Gdass pode chegar a R$5.181 (100%). 

0 comentários:

Postar um comentário