SAIBA COMO FUNCIONA O

4° Simulado Nacional - Área Fiscal

quinta-feira, 9 de julho de 2015

MINISTÉRIO DA FAZENDA - Pedido é para cargos dos níveis médio e superior, com até R$16.100

Após a liberação do Orçamento da União para 2015, que se deu com a publicação do decreto de programação orçamentária, no fim de maio, o chamado contingenciamento, diversas autorizações de novos concursos e nomeações de aprovados foram expedidas pelo Ministério do Planejamento. E como o aperto anunciado pelo governo não incidiu diretamente na área de pessoal, muitas outras permissões são esperadas até o fim deste ano. Somente o Ministério da Fazenda solicitou para este ano 9.289 vagas em cargos dos níveis médio e superior, com ganhos iniciais variando de R$3.700 a R$16.100. Em alguns casos, são grandes as chances de autorização e, quem sabe, até publicação do edital, ainda este ano.
Entre os destaques estão as 5 mil vagas solicitadas para a Receita Federal (3 mil de analista-tributário e 2 mil de auditor-fiscal) e as 3.500 para a área de apoio do ministério (3 mil de assistente técnico-administrativo e 500 de analista técnico-administrativo). Há, ainda, 430 vagas pedidas para diferentes cargos de nível superior da pasta (contador, médico, engenheiro, pedagogo e analista de TI, entre outros), além das vagas para a Comissão de Valores Mobiliários - CVM (89 vagas) e Superintendência de Seguros Privados - Susep (150).
Image and video hosting by TinyPic
Outra grande novidade: a solicitação de 120 vagas para analista de finanças e controle do Tesouro Nacional, cargo de nível superior, com iniciais de R$15.376,70. Se dependesse apenas da vontade do Ministério da Fazenda, as seleções já teriam sido, inclusive, finalizadas. Isso porque o mês de preenchimento proposto ao Planejamento para a maioria das vagas foi maio ou junho deste ano. Há casos em que o provimento foi solicitado para abril (assistente e analista técnico-administrativos) e até mesmo fevereiro (analista em tecnologia da informação). As informações constam no Aviso 164/2014 do Ministério da Fazenda, por meio do qual as seleções foram solicitadas. 


Quer ser Auditor-Fiscal? Prepare-se com quem entende do assunto!

Com informações da Folha Dirigida

0 comentários:

Postar um comentário