SAIBA COMO FUNCIONA O

4° Simulado Nacional - Área Fiscal

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

IBGE - Instituto já definiu disciplinas do concurso

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) já definiu as disciplinas que serão cobradas no concurso para 600 vagas em cargos dos níveis médio e superior, além da estrutura da seleção. Segundo uma fonte ligada à fundação, os candidatos às vagas de técnico, de 2º grau, responderão a 60 questões objetivas, e os interessados nas funções de analista e tecnologista serão submetidos a 70, exceto Análise de Sistemas que terá 60. 

Haverá ainda prova discursiva (para Análise de Sistemas) e prática (tecnologista de Programação Visual). No caso do técnico, o exame terá Português (15 questões), Geografia (15), Raciocínio Lógico (dez), Conhecimentos Gerais (dez) e Conhecimentos Específicos (dez).  Já para os cargos de analista e tecnologista, a objetiva versará sobre Português, Inglês, Raciocínio Lógico e Conhecimentos Específicos, e a distribuição irá variar de acordo com a área. 



O IBGE encontra-se na etapa de escolha da organizadora, prevista para ser concluída este mês. Serão liberados dois editais, um de técnico e outro de analista e tecnologista. Ambos, segundo a Assessoria de Imprensa do instituto, serão publicados em dezembro, antes do prazo fixado pela portaria de autorização do Ministério do Planejamento (27 de janeiro de 2016).

A fundação já finalizou o estudo da distribuição das vagas pelo país. Da oferta total, 154 vagas deverão ser destinadas ao estado do Rio de Janeiro, sendo 36 para técnico e 118 para analista e tecnologista, segundo informações dessa fonte.  Para a função de nível médio, haverá 23 vagas na capital. As demais serão para as cidades de São Gonçalo, Nova Iguaçu, Resende, Macaé, Campos e Barra do Piraí. A princípio, para os cargos de nível superior, todas as 118 vagas serão para a cidade do Rio de Janeiro.

Para analista e tecnologista, a fonte informou que serão contempladas quase todas as áreas do concurso de 2013, com oportunidades para graduados em qualquer curso superior e também para formações específicas. Haverá chances para especialidades como Auditoria, Estatística, Geografia, Orçamento e Finanças, Biblioteconomia, Análise de Sistemas e Engenharia (várias áreas), entre outros. Para técnico, a remuneração inicial é de R$3.471,85, podendo chegar a R$5.011,01, com titulação. Já para analista e tecnologista, os rendimentos são de R$7.373,49, podendo chegar a R$9.107,88, também com a titulação. Os valores incluem R$373 de auxílio-alimentação.


Com informações da Folha Dirigida

0 comentários:

Postar um comentário