SAIBA COMO FUNCIONA O

4° Simulado Nacional - Área Fiscal

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

INSS - Provas deverão ficar para 2016

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) concentra-se na elaboração do cronograma do concurso para 950 vagas, sendo 800 de técnico do seguro social, de nível médio, e 150 de analista do seguro social, para formados em Serviço Social. Fonte revelou que, dada a pressa para contar com os novos servidores, a autarquia estudava a aplicação das provas para este ano. No entanto, devido à falta de datas para realizá-las, já que outros órgão já reservaram dezembro para as suas avaliações, o mais provável é que o INSS só faça os exames objetivos em 2016, dando mais tempo para a preparação dos pré-candidatos. 

Além do cronograma da seleção, o INSS elabora o edital, para publicá-lo em breve. O prazo de divulgação do documento, determinado pela portaria de autorização do Ministério do Planejamento, é 29 de dezembro, mas deverá ser encurtado. O Cespe/UnB é o organizador, definido por dispensa de licitação, faltando apenas a assinatura do contrato e a oficialização no Diário Oficial da União (DOU). A instituição de Brasília, porém, já foi confirmada pela Assessoria de Imprensa do INSS. É provável que o INSS já tenha definido a distribuição das vagas pelos estados, pelo fato de já ter definido o organizador. Isso, porém, ainda não foi divulgado. A expectativa é que todas as unidades da federação sejam contempladas, tendo em vista as necessidades de pessoal da autarquia em todo o país. 

Somente este ano, o instituto já teve 1.096 vacâncias, somadas às 1.469 e às 1.479 saídas em 2014 e 2013, respectivamente. Além disso, até 2017, haverá 18.420 servidores em condições de aposentadoria, o que mostra a importância do concurso. O cargo de técnico tem remuneração inicial de R$4.614,87, passando para R$5.259,87, após seis meses. Já o analista tem rendimento de R$6.832,89, chegando a até R$7.869,09, em seis meses. O INSS contrata pelo regime estatutário, que garante a estabilidade empregatícia.


Cursos em PDF e Videoaulas

Os interessados devem prosseguir com os estudos, pautando-se por provas do Cespe/UnB, que será o organizador, além de exames anteriores do INSS. Para técnico, o último concurso foi em 2011, com a organização da Fundação Carlos Chagas (FCC). Na ocasião, os candidatos foram avaliados por meio de 60 questões objetivas, sendo 20 de Conhecimentos Gerais (Português, Ética no Serviço Público, Noções de Informática, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Previdenciário) e 40 de Conhecimentos Específicos. 

Já para analistas, na área de Serviço Social, o último concurso foi em 2008, sob organização do Cespe/UnB. Na época, também houve 60 questões objetivas, versando sobre Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Noções de Informática, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Legislação Previdenciária, Legislação da Assistência Social e Conhecimentos Específicos. Os interessados nas vagas de analistas devem considerar, porém, que em 2013 a disciplina de Raciocínio Lógico foi substituída por Ética no Serviço Público.


Assista ao vídeo "Como Arrebentar em Provas do Cespe"


Fonte: Folha Dirigida

0 comentários:

Postar um comentário