SAIBA COMO FUNCIONA O

4° Simulado Nacional - Área Fiscal

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

INSS - Convocações devem ir além das 950 vagas. Prazo aberto até dia 22

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que inscreve no concurso para 950 vagas até dia 22 deste mês, sendo 800 de técnico do seguro social (nível médio e remuneração de R$5.344,87), possui um alto número de iminentes aposentadorias, que reforça a possibilidade de convocações extras. Em todo o país, é esperada a saída de 18.420 servidores até o ano que vem. No Rio de Janeiro, segundo dados revelados pela Associação Nacional dos Servidores da Previdência e da Seguridade Social (Anasps), 45% do efetivo estão em condições de se aposentar.

Esses aposentados deverão ser substituídos por aprovados nessa seleção, cujo cadastro de reserva poderá ser bastante útil durante o prazo de validade, de um ano, prorrogável por igual período. A seleção traz oferta de 21 vagas no estado fluminense, sendo 17 de técnico. Esse quantitativo é muito aquém da atual carência, e tende a aumentar, com a convocação de excedentes. No último concurso, em 2011, o INSS convocou 4.500 técnicos, enquanto a oferta era de 1.500. Além do técnico, o INSS oferece 150 vagas de analista do seguro social (quatro no Rio), para graduados em Serviço Social. A remuneração do cargo é de R$7.954,09, e em ambos os valores informados está incluído o auxílio-alimentação de R$458. Em agosto, os rendimentos passarão para R$5.498,90, no caso de técnico, e para R$8.135,25, no de analista, em virtude do acordo sindical.


Cursos em PDF e Videoaulas

As inscrições devem ser efetuadas no site do Cebraspe (antigo Cespe/UnB) até o dia 22. As taxas são de R$65 para técnico e R$80 para analista, e devem ser pagas até 18 de março. Os membros de família de baixa renda, inscritos no CadÚnico, têm até o último dia de cadastros para solicitarem a isenção, no site do organizador. Segundo disse a presidente do INSS, Elisete Berchiol, a entidades sindicais, a autarquia contabilizou parcial de 1 milhão de inscritos.

Provas - Os candidatos serão avaliados por meio de prova objetiva, composta por 120 questões e marcada para 15 de maio. A aplicação ocorrerá no Distrito Federal e nas capitais de todos os 26 estados brasileiros, além de diversas cidades do interior. Será aprovado quem conseguir dez pontos em Conhecimentos Básicos, 21 em Conhecimentos Específicos e 36 na soma das duas. Os candidatos fluminenses podem concorrer a vagas de outros estados, realizando a prova no Rio.


A objetiva do técnico versará sobre Conhecimentos Básicos (Ética no Serviço Público, Regime Jurídico Único, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Administrativo, Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico e Noções de Informática) e Conhecimentos Específicos. Para analista, haverá a mesma estrutura, mas serão cobrados itens de Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Noções de Informática, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Legislação Previdenciária, Legislação da Assistência Social, Saúde do Trabalhador e da Pessoa com Deficiência.


Retificação - Após o pedido de entidades sindicais (CNTSS e Fenasps), o INSS retificou nesta sexta-feira, dia 4, as atribuições do cargo de analista, que constam dos subitens 2.1.1 e 2.3 do edital. As alterações podem ser consultadas no anexo abaixo.

0 comentários:

Postar um comentário