SAIBA COMO FUNCIONA O

4° Simulado Nacional - Área Fiscal

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

MPOG - Novo cargo poderá oferecer 2.190 vagas! Iniciais de R$ 7,4 mil!

O funcionalismo público deve contar com um novo cargo para ingresso por meio de concursos na esfera federal. Acontece que o projeto de lei 4253/15, encaminhado ao Congresso Nacional em 31 de dezembro de 2015, visa criar nada menos do que 2.190 oportunidades para a nova carreira de analista técnico de pessoal e logística, para atuar junto ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG).
Para concorrer ao cargo será necessário possuir curso de nível superior, com remuneração inicial de R$ 7.468,74, passando para R$ 7.842,18 em 2017, R$ 8.2314,68 em 2018 e R$ 8.584,34 em 2019. Além disso, os servidores poderão contar com uma gratificação de desempenho.
De acordo com o projeto, quando da realização do concurso poderá ser definida necessidade de formação específica e distribuição de vagas por áreas, de acordo com as necessidades.

As atribuições da nova carreira serão voltadas ao planejamento, supervisão, coordenação, execução e acompanhamento das atividades administrativas de nível superior relativas ao funcionamento da administração pública federal nas esferas de gestão de pessoal civil, contratação de fornecedores e gestão de bens e serviços.
A proposta deve passar, na Câmara dos Deputados, pelas Comissões de Seguridade social e Família; Trabalho, Administração e Serviço Público; Relações Exteriores e de Defesa Nacional; Finanças e Tributação e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

A carreira contará com plano de carreiras, com quatro classes (A, B, C e D), com três padrões na A (I, II e III), seis na B e na C e cinco na D.
Para 2016, a progressão salarial será considerada da seguinte forma: AI – R$ 7.468,75; AII – R$ 7.692,80; AIII – R$ 7.923,59; BI – R$ 8.240,53; BII – R$ 8.405,34; BIII – R$ 8.573,45; BIV – R$ 8.744,92; BV – R$ 8.919,82; BVI – R$ 9.098,21; CI – R$ 9.462,14; CII – R$ 9.840,63; CIII – R$ 10.234,25; CIV – R$ 10.643,63; CV – R$ 11.068,37; CVI – R$ 11.512,14; DI – R$ 12.087,75; DII – R$ 12.692,14; DIII – R$ 13.326,74; DIV – R$ 13.859,81; e DV – R$ 14.414,21.
Em 2017 : AI – R$ 7.842,18; AII – R$ 8.077,44; AIII – R$ 8.31977; BI – R$ 8.652,56; BII – R$ 8.825,61; BIII – R$ 9.002,12; BIV – R$ 9.182,16; BV – 9.365,81; BVI – R$ 9.553,12; CI – R$ 9.935,25; CII – R$ 10.332,66; CIII – 10.745,96; CIV – R$ 11.175,80; CV – R$ 11.069,37; CVI – R$ 12.087,75; DI  – R$ 12.692,14; DII – R$ 13.326,74; DIII – R$ 13.993,08; DIV – R$ 14.552,80; e DV – R$ 15.134,92.
Em 2018 – AI- R$ 8.214,68; AII – R$ 8.461,12; AIII – R$ 8.714,96; BI – R$ 9.063,55; BII – R$ 9.244,83; BIII – R$ 9.429,72; BIV – R$ 9.618,32; BV – R$ 9.810,68; BVI- R$ 10.006,90; CI – R$ 10.407,17; CII – R$ 10.823,46; CIII – R$ 11.256,40; CIV – R$ 11.706,65; CV – R$ 12.174,92; CVI – R$ 12.661,92; DI – R$ 13.295,01; DII – R$ 13.959,76; DIII – R$ 14.657,75; DIV – R$ 15.244,06 e DV – R$ 15.853,82.
Por fim, em 2019 – AI – R$ 8.584,34; AII – R$ 8.841,87; AIII – R$ 9.107,13; BI – R$ 9.471,41; BII – R$ 9.660,84; BIII – R$ 9.854,06; BIV – R$ 10.051,14; BV – R$ 10.252,16; BVI – R$ 10.457,21; CI –  R$ 10.875,50; CII – R$ 11.310,52; CIII – R$ 11.762,94; CIV – R$ 12.233,45; CV – 12.722,79; CVI – R$ 13.231,70; DI – R$ 13.893,29 ; DII – R$ 14.587,95; DIII – R$ 15.317,35; DIV – R$ 15.930,04 e DV – R$ 16.567,25.

0 comentários:

Postar um comentário