SAIBA COMO FUNCIONA O

4° Simulado Nacional - Área Fiscal

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Anvisa - Edital será publicado até dia 31/08

A partir da próxima quarta-feira, dia 31, os interessados no concurso 2016 de técnico administrativo da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) conhecerão as disciplinas que terão de estudar para as provas. É que até essa data é estimada a publicação do edital da seleção, segundo a Gerência-Geral de Gestão de Recursos Humanos (GGRHU) da autarquia da União. A seleção está a cargo do Cebraspe (antigo Cespe/UnB). E mesmo sem saber ao certo as disciplinas que serão cobradas pela banca, os interessados já podem ter uma noção do que constará no conteúdo programático com base no edital da última seleção. O documento é de 2013, e ficou sob responsabilidade da Cetro Concursos.

Naquele programa, os concorrentes tiveram de estudar para os exames objetivos, com 80 questões de Conhecimentos Básicos e Específicos, Português (dez perguntas); Raciocínio Lógico (cinco); Direito Constitucional, Administrativo e Ética (dez); Regulação e Administração Pública (dez); Vigilância Sanitária e Saúde Pública (cinco) e Noções de Administração (40). Houve também um exame discursivo, com uma questão que versou sobre Regulação e Administração Pública; Vigilância Sanitária e Saúde Pública. Como se pode notar, foi um programa bem extenso, que não deverá sofrer grandes alterações quanto às disciplinas. O que vai mudar é o modo de cobrança, já que o Cespe tem um estilo próprio de avaliar os candidatos, com questões do tipo "certo e errado", por exemplo, e não como as demais bancas, com tópicos de múltipla escolha.

Concurso ANVISA

A previsão inicial da agência reguladora é preencher 78 vagas de técnico administrativo, carreira de nível médio com ganhos atuais de R$6.460,14 por mês. Com o reajuste dos órgãos federais aprovado, as remunerações serão maiores em 2017, passando para R$7.474,67. Além desse valor, bem atrativo para um cargo do antigo 2º grau, os futuros concursados terão direito a benefícios. Brasília será o único local de provas e de lotação dos classificados. Ao longo da validade da seleção, que deverá ser de um ano, podendo dobrar, mais aprovados deverão ser chamados, já que a carência se tornará maior.


Segundo o presidente da Associação Nacional dos Servidores Efetivos das Agências Reguladoras Federais (Aner), Thiago Botelho, o quantitativo aprovados não será suficiente para suprir as necessidades. "Esse número é inferior, abaixo do esperado. Precisaríamos de pelo menos 150 novos servidores. Ainda mais porque nos próximos três anos teremos mil profissionais se aposentando", enfatizou.


0 comentários:

Postar um comentário