SAIBA COMO FUNCIONA O

Coaching Concurseiros e Você

Analytics

quinta-feira, 12 de abril de 2018

TRT-SP: Edital para este mês de abril!

Excelente notícia para os concurseiros/as que pretendem ingressar no Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo (Concurso TRT SP), que abrange a 2ª Região. É que o órgão anunciou, por meio de suas redes sociais, que o edital TRT SP para abertura do concurso público para técnico e analista judiciário sairá até o fim deste mês. 



“Atenção, concurseiros: a Fundação Carlos Chagas (FCC) foi confirmada como a banca do próximo concurso para servidores do #TRT2! A assinatura do contrato ocorreu hoje e a previsão é de que o edital seja publicado ainda em abril..."

O motivo pelo qual o tribunal corre contra o tempo é a demanda crescente de servidores que não são repostos em razão de aposentadorias e falecimentos. Somente nessas duas posições, há mais de 260 cargos abertos entre técnicos e analistas (veja o quadro abaixo). 

A informação é do portal da transparência, e do total, 104 são de analista, 120 de técnico e 40 de auxiliar, que são os atuais técnicos.De acordo com o despacho administrativo, ficou constituída a comissão, definindo os membro da comissão do concurso TRT SP, que deve ter edital publicado já nas próximas semanas (veja despacho abaixo). 


Cargos programados para o próximo concurso TRT SP

Analista Judiciário – Área Judiciária 

Requisitos: diploma ou Certificado de curso de Graduação em Direito, devidamente reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC). 

Atribuições: analisar petições e processos, confeccionar minutas de votos, emitir informações e pareceres; proceder a estudos e pesquisas na legislação, na jurisprudência e na doutrina pertinente para fundamentar a análise de processo e emissão de parecer; etc. 

Analista Judiciário – Área Administrativa 

Requisitos: diploma ou Certificado de curso de Ensino Superior em qualquer área de formação, inclusive Licenciatura Plena, devidamente reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC). 

Atribuições: realizar tarefas relacionadas à administração de recursos humanos, materiais, patrimoniais, orçamentários e financeiros, de desenvolvimento organizacional, licitações e contratos, contadoria e auditoria; etc. 

Analista Judiciário – Área Apoio Especializado – Especialidade – Enfermagem 

Requisitos: diploma ou Certificado de Graduação em Enfermagem, devidamente reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC) e registro no Conselho Regional de Enfermagem. 

Atribuições: realizar procedimentos de enfermagem segundo prescrição médica ou odontológica; preparar e esterilizar material, instrumental e equipamentos; etc. 

Técnico Judiciário – Área Administrativa 

Requisitos: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo 2º
grau) ou de curso técnico equivalente, expedido por Instituição de Ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC 

Atribuições: prestar apoio técnico e administrativo pertinente às atribuições das unidades organizacionais; executar tarefas de apoio à atividade judiciária. 

Técnico Judiciário – Área Administrativa – Especialidade Segurança 

Requisitos: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo 2º grau) ou de curso técnico equivalente, expedido por Instituição de Ensino devidamente reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e Carteira Nacional de Habilitação, categoria D ou E. 

Atribuições: atuar na segurança dos magistrados, das autoridades, dos servidores e das instalações do Tribunal; realizar investigações preliminares; conduzir veículos automotores; etc. 

Técnico Judiciário – Área Apoio Especializado – Especialidade Enfermagem 

Requisitos: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo 2º
grau) expedido por Instituição de Ensino devidamente reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), acrescido de certificado de curso técnico de enfermagem e registro no Conselho Regional da categoria. 

Atribuições: auxiliar na realização de procedimentos de enfermagem segundo prescrição médica ou odontológica; preparar e esterilizar material, instrumental e equipamentos; etc. 

Remunerações e regime 

O regime de contratação será o estatutário, o que atrai as atenções do concurseiros/as. Além da sonhada estabilidade, as carreiras apresentam remunerações destacadas. Exigindo apenas o nível médio, o cargo de técnico judiciário tem vencimento atual de R$ 7 mil, enquanto para analista, os ganhos mensais são de R$ 12, podendo alcançar R$ 14 para oficial de justiça avaliador federal. Em ambos os casos, já incluído o valor de R$ 884 de auxílio-alimentação. Os valores podem ainda ser acrescidos de auxílio-natalidade de R$ 700, para candidatos que tenham filho. 

Todos os valores mencionados estão de acordo com a Lei 13.317, sancionada em junho deste ano pelo governo, onde são reajustados tanto o salário-base quanto a gratificação de atividade judiciária (GAJ). No topo das carreiras chegará, em 2019, a R$ 11.398 e R$ 18.701.


0 comentários:

Postar um comentário