SAIBA COMO FUNCIONA O

Coaching Concurseiros e Você

Analytics

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Concurso Bacen: Até R$ 19 mil!


Muito aguardado por concurseiros(as) de todo país, o concurso público para os cargos de analista, técnico e procurador do Banco Central do Brasil – Bacen (Concurso Bacen) deverá acontecer em breve. 

Prova disso é que o ministro do Planejamento, Esteves Colnago, esteve em reunião com o presidente do Senado, Eunício Oliveira, para verificar o andamento das pautas, em análise na Casa, que contribuirão com a economia do país. Entre elas, o Projeto de Lei 200 de 1989, que se aprovado, dará autonomia orçamentária ao Banco Central. 

Essa autonomia viabilizaria a possibilidade do Bacen realizar concursos sem o aval do Ministério do Planejamento. A autonomia, conforme esclarecimentos do Bacen, contempla as áreas operacional, administrativa e orçamentária. 

A autonomia operacional possibilitaria ao Bacen a liberdade necessária para formular e executar, de maneira técnica e imparcial, as medidas necessárias para atingir os objetivos definidos pelo governo, tais como as metas para inflação. 

Já as autonomias administrativa e orçamentária são fundamentais para a realização de concursos públicos. Sendo o Bacen livre para definir sua atuação e a mobilização de recursos a fim de cobrir suas despesas, tanto as típicas de autoridade monetária quanto as de natureza administrativa, podendo ser revisto o modelo de fluxo orçamentário. 

A proposta encontra-se na Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania da Câmara dos Deputados. Com a aprovação da proposta pelo presidente da República, o Bacen não dependerá dos ministérios da Fazenda e Planejamento para abrir concursos. 

Concurso Bacen: pedido é de 990 vagas

O Bacen solicitou ao Ministério do Planejamento o provimento de 990 vagas. Foram pedidas 800 vagas no cargo de analista, que tem requisito de formação superior em qualquer área e garante iniciais de R$ 17.391,64. As demais vagas requisitadas, 40, são no cargo de procurador, voltado para advogados com experiência mínima de dois anos de prática forense. Para esse, os iniciais são de R$ 19.655,67. 

Para o cargo de técnico, o pedido foi de 150 vagas. A função tem remuneração inicial de R$6.882,57 (incluindo o auxílio-alimentação, de R$ 458) e exigência de ensino médio completo. O requisito, no entanto, pode estar com os dias contados. 


Atribuições dos cargos previstos e requisitos: 


· Analista do Banco Central do Brasil 

      Áreas de Conhecimento:
            Área 1 - Análise e Desenvolvimento de Sistemas 
            Área 2 - Suporte à Infra estrutura de Tecnologia da Informação  
            Área 3 - Política Econômica e Monetária 

            Área 4 - Contabilidade e Finanças
            Área 5 - Infraestrutura e Logística  
            Área 6 - Gestão e Análise Processual

Requisitos: independentemente da área, é necessário diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior, em qualquer área, fornecido por instituição de ensino superior autorizada ou credenciada pelo Ministério da Educação (MEC) 

Atribuições: ao cargo de Analista do Banco Central do Brasil correspondem as atribuições previstas no artigo 3º da Lei nº 9.650, de 1998, a seguir especificadas: I – formulação, execução, acompanhamento e controle de planos, programas e projetos relativos a: a) gestão das reservas internacionais; b) políticas monetária, cambial e creditícia; c) emissão de moeda e papel-moeda; d) gestão de instituições financeiras sob regimes especiais; e) desenvolvimento organizacional; e f) gestão da informação e do conhecimento. II – gestão do sistema de metas para a inflação, do sistema de pagamentos brasileiro e dos serviços do meio circulante. III – monitoramento do passivo externo e a proposição das intervenções necessárias, e outras. 

· Técnico do Banco Central do Brasil 
      
       Áreas de Conhecimento:
            Área 1 - Suporte Técnico-Administrativo
            Área 2 - Segurança Institucional 

Requisitos: independentemente da área, é necessário certificado, devidamente registrado, de conclusão de nível médio completo, fornecido por instituição de ensino reconhecida oficialmente pelo órgão competente. 

Atribuições: ao cargo de Técnico do Banco Central do Brasil correspondem as atribuições previstas no artigo 5º da Lei nº 9.650, de 1998, a seguir especificadas: I – desenvolvimento de atividades técnicas e administrativas complementares às atribuições dos Analistas e Procuradores do Banco Central do Brasil. II – apoio técnico-administrativo aos Analistas e Procuradores do Banco Central do Brasil no que se refere ao desenvolvimento de suas atividades, e outras. 

   Procurador do Banco Central do Brasil

Requisitos: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior de bacharelado em Direito, fornecido por instituição de ensino superior credenciada pelo Ministério da Educação (MEC), inscrição na OAB e comprovação de, no mínimo, dois anos de prática forense. 

Atribuições: ao cargo de Procurador do Banco Central do Brasil correspondem as atribuições previstas na legislação pertinente, em especial aquelas de que trata o art. 4º da Lei nº 9.650, de 27 de maio de 1998, quais sejam: I – a representação judicial e extrajudicial do Banco Central do Brasil; II – as atividades de consultoria e assessoramento jurídicos ao Banco Central do Brasil; III – a apuração da liquidez e certeza dos créditos, de qualquer natureza, inerentes às suas atividades, inscrevendo-os em dívida ativa, para fins de cobrança amigável ou judicial; e IV – a assistência aos administradores do Banco Central do Brasil no controle interno da legalidade dos atos a serem por eles praticados ou já efetivados 

Progressão

O candidato aprovado no próximo concurso para as carreiras de técnico e analista do Bacen terá as atribuições da Classe A. Mas além das classes, os candidatos são postulados a um outro título dentro de uma classe, ou seja, ingressarão na Classe A padrão I, com exceção do posto de procurador, que ingressará na segunda categoria, conforme abaixo: 


CARGO - Analista do Banco Central do Brasil

CLASSE - ESPECIAL    ->    C    ->    B    ->    A

PADRÃO - Especial -> IV, III, II, I
PADRÃO -            C -> IV, III, II, I
PADRÃO -            B -> IV, III, II, I
PADRÃO -            A -> IV, III, II, I                    
Progressão do cargo de analista do concurso Bacen.


CARGO - Técnico do Banco Central do Brasil

CLASSE - ESPECIAL    ->    C    ->    B    ->    A

PADRÃO - Especial -> IV, III, II, I
PADRÃO -            C -> IV, III, II, I
PADRÃO -            B -> IV, III, II, I
PADRÃO -            A -> IV, III, II, I
Progressão do cargo de técnico do concurso Bacen. 


Carreira de Procurador do Banco Central do Brasil

CATEGORIA - Especial    ->   Primeira     ->    Segunda



0 comentários:

Postar um comentário