]]>

SAIBA COMO FUNCIONA O

Coaching Concurseiros

Analytics

quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

TJMG 2ª instância: IBFC vence pregão eletrônico!

Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais havia iniciado no mês de dezembro o pregão eletrônico para escolha da banca organizadora do seu próximo concurso e, de acordo com o Portal da Transparência do tribunal, o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC) venceu o pregão e foi habilitado após análise da proposta e validação dos documentos.

Foi divulgado nesta terça-feira (8), o resultado do pregão e o pregoeiro abriu um prazo para recursos, mas não foram registradas movimentações. O próximo passo agora é formalizar a instituição como banca organizadora e assinar o contrato. A etapa deve ser realizada nos próximos dias e o edital divulgado em breve.

Nove empresas enviaram seus lances para disputar a organização do concurso TJMG para a 2ª instância. Entraram na disputa as seguintes empresas: Instituto Nosso Rumo; Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação – IBFC; Consulplan; Empresa de Seleção Pública e Privada – ESPP; Fundação Guimarães Rosa; Instituto AOCP; Locaflex Eireli; Instituto Nacional de Concurso Público – INCP; e Cebraspe.

Projeto básico do concurso TJMG 2ª instância 

O projeto básico com todos os detalhes do concurso foi divulgado no mês de setembro. Na época, foi iniciado o processo de escolha da banca organizadora, mas foi suspenso temporariamente para que o órgão estudasse a possibilidade de ampliar ou remanejar os cargos previstos. Com a análise concluída, o projeto básico foi retificado e nele consta a inclusão do cargo de cirurgião dentista entre as oportunidades que serão ofertadas no próximo certame.

O concurso vai contar com vagas para o cargo de oficial judiciário (Classe D), que tem como requisito nível médio ou médio/técnico, distribuídas pelas especialidades de assistente técnico de controle financeiro, assistente técnico de sistemas e oficial judiciário.

Serão ofertadas também vagas para o cargo de técnico judiciário (Classe C) que possui como requisito nível superior e ofertará vagas para as especialidades de administrador de banco de dados, administrador de rede, analista de sistemas, enfermeiro, engenheiro civil, engenheiro eletricista, engenheiro mecânico, estatístico, médico, cirurgião dentista e técnico judiciário.

De acordo o documento, as taxas de inscrição serão de R$70 para cargos de nível médio e R$90 para nível superior, e os candidatos podem optar por se inscrever em dois cargos, sendo um de nível superior e outro de nível médio.
Como serão as provas do concurso TJMG 2ª instância

O concurso TJ MG 2ª instância será composto por Prova Objetiva e Discursiva. A Prova objetiva contará com 60 questões e serão cobradas os conteúdos conforme cada especialidade do cargo pretendido. Confira detalhes abaixo.

Para o cargo de Oficial Judiciário (Classe D), especialidades: Assistente Técnico de Controle Financeiro, vai cair nas provas os conteúdos de Língua Portuguesa, Noções de Direito, Noções de Informática, Conhecimentos Específicos (por especialidade) e Raciocínio Lógico-Matemático.
Para o cargo de Oficial Judiciário (Classe D), especialidade: Assistente Técnico de Sistemas, vai cair o conteúdo de Língua Portuguesa, Noções de Direito, Inglês Técnico, Conhecimentos Específicos (por especialidade) e Raciocínio Lógico-Matemático.
Para o cargo de Oficial Judiciário (Classe D), especialidade: Oficial Judiciário, a prova terá as disciplinas de Língua Portuguesa, Noções de Direito, Noções de Informática, Atos de Ofício e Raciocínio Lógico-Matemático.
Para o cargo de Técnico Judiciário (Classe C), especialidades: Enfermeiro, Engenheiro Civil, Engenheiro Eletricista, Engenheiro Mecânico, Estatístico e Médico, serão cobrados os conteúdos de Língua Portuguesa Noções de Direito, Noções de Informática, Conhecimentos Específicos (por especialidades) e Raciocínio Lógico-Matemático.
Para o cargo de Técnico Judiciário (Classe C), especialidades: Administrador de Banco de Dados, Administrador de Rede e Analista de Sistemas, vai cair as disciplinas de Língua Portuguesa, Noções de Direito, Inglês Técnico, Conhecimentos Específicos (por especialidades) e Raciocínio Lógico-Matemático.
Para o cargo de Técnico Judiciário (Classe C), especialidade: Técnico Judiciário será cobrado Língua Portuguesa, Noções de Informática, Conhecimentos Específicos e Raciocínio Lógico-Matemático.
Por fim, a Prova Discursiva será um texto dissertativo, exceto para o cargo de Técnico Judiciário de estatística que será realizado por meio de um estudo de caso, com conteúdos de conhecimentos específicos.
Cargos do último concurso TJMG 2ª Instância

Os códigos para inscrição, os cargos/especialidades, a Comarca-Sede do Pólo Regional de Saúde, as qualificações exigidas e os vencimentos são os estabelecidos nas tabelas I, II e III, a seguir:

Nível superior:

Nível médio:

Provas e matérias do último concurso TJMG

A prova objetiva de múltipla escolha, para todos os cargos/especialidades, contou de 60 questões, cada uma com 4 opções de resposta, das quais apenas 1 correta, sob a responsabilidade da Fundação Mariana Resende Costa – FUMARC.


0 comentários:

Postar um comentário