]]>

SAIBA COMO FUNCIONA O

Coaching Concurseiros

Analytics

sexta-feira, 5 de abril de 2019

TRF 4: COMISSÃO FORMADA!


Saiu no Diário Oficial da Justiça, desta sexta-feira (5), a portaria que constitui a comissão organizadora do próximo concurso para o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (concurso TRF 4). A portaria designa oito servidores para compor a comissão e realizar todos os trâmites necessários para dar andamento a seleção.


O Tribunal havia anunciado que considerando o término da vigência do último concurso, realizado em 2014, o órgão estudava a possibilidade de realizar um novo certame ou o aproveitamento de candidatos aprovados em concursos realizados por outros órgãos. Com a comissão formada, um novo edital pode ser publicado ainda neste ano.
O Tribunal possui jurisdição nos estados brasileiros do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Último concurso TRF 4

O último concurso aconteceu em 2014, foi organizado pela Fundação Carlos Chagas (FCC) e ofertou vagas para formação de cadastro reserva nos cargos de Técnico e Analista Judiciário.
Para Analista, foram ofertadas vagas nas especialidades na Área Judiciária, Área Judiciária – Oficial de Justiça Avaliador Federal e na área de Apoio Especializado – Informática. O requisito para ingresso é nível superior e a remuneração inicial é de R$ 8.178,06.
Para nível médio, foram ofertadas vagas para Técnico Judiciário nas áreas Administrativa, Administrativa – Segurança e Transporte, Apoio Especializado – Contabilidade e Apoio Especializado -Tecnologia da Informação. A remuneração inicial era de R$ 5.007,82.
O certame foi composto de provas objetiva e de redação, conforme tabela abaixo:
Compreende em conhecimentos básicos os conteúdos de Português, Raciocínio Lógico-Matemático, Legislação e Noções de Informática, conforme destina o edital para cada cargo.
Atribuições dos cargos ofertados no último concurso TRF 4

ANALISTA JUDICIÁRIO – ÁREA JUDICIÁRIA: Analisar petições e processos, confeccionar minutas de votos, emitir informações e pareceres; proceder a estudos e pesquisas na legislação, na jurisprudência e na doutrina pertinente para fundamentar a análise de processo e emissão de parecer; fornecer suporte técnico e administrativo aos magistrados, órgãos julgadores e unidades do Tribunal; inserir, atualizar e consultar informações em base de dados; verificar prazos processuais; atender ao público interno e externo; redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.
ANALISTA JUDICIÁRIO – ÁREA JUDICIÁRIA – ESPECIALIDADE OFICIAL DE JUSTIÇA AVALIADOR FEDERAL: Executar citações, notificações, intimações e demais ordens judiciais, certificando no mandado o ocorrido; executar penhoras, avaliações, arrematações, praças e hastas públicas, remissões, adjudicações, arrestos, sequestros, buscas e apreensões, lavrando, no local o respectivo, auto circunstanciado; redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.
ANALISTA JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA: Realizar tarefas relacionadas à administração de recursos humanos, materiais, patrimoniais, orçamentários e financeiros, de desenvolvimento organizacional, licitações e contratos, contadoria e auditoria; emitir informações e pareceres; elaborar, analisar e interpretar dados e demonstrativos; elaborar, implementar, acompanhar e avaliar projetos pertinentes à área de atuação; elaborar e aplicar instrumentos de acompanhamento, avaliação, pesquisa, controle e divulgação referentes aos projetos desenvolvidos; atender ao público interno e externo; redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.
ANALISTA JUDICIÁRIO – ÁREA APOIO ESPECIALIZADO – ESPECIALIDADE ENGENHARIA (SEGURANÇA DO TRABALHO): Executar atividades relacionadas à prevenção e ao controle de riscos dos locais de trabalho e das instalações e equipamentos; elaborar, acompanhar e avaliar projetos pertinentes à segurança e à higiene do trabalho; vistoriar, avaliar, realizar perícias, emitir pareceres e laudos técnicos; propor políticas, programas, campanhas educativas, treinamento, normas e regulamentos de segurança do trabalho; elaborar projetos de sistemas de segurança e assessorar a elaboração de projetos de obras, instalação e equipamentos, opinando sob o ponto de vista da engenharia de segurança; propor medidas de prevenção de acidentes de trabalho; acompanhar e fiscalizar obras e serviços; redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.
ANALISTA JUDICIÁRIO – ÁREA APOIO ESPECIALIZADO – ESPECIALIDADE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO: Desenvolver projetos e sistemas de informática; documentar os sistemas; analisar e avaliar diagramas, estruturas e descrições de entradas e saídas de sistemas; sugerir as características e os quantitativos de equipamentos necessários à utilização dos sistemas; analisar e avaliar as definições e a documentação de arquivos, programas, rotinas de produção e testes de sistemas; identificar as necessidades de produção, alteração e otimização de sistemas; prestar suporte técnico e treinamento aos usuários de sistemas; analisar e avaliar procedimentos para instalação de base de dados, assim como definir dados a serem coletados para teste paralelo de sistemas; planejar e coordenar as atividades de manutenção dos sistemas em operação; elaborar projetos de páginas para internet e intranet; elaborar especificação técnica para subsidiar a aquisição de software e equipamentos de informática; propor padrões e soluções para ambientes informatizados; elaborar pareceres técnicos; redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.
TÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA: Prestar apoio técnico e administrativo pertinente às atribuições das unidades organizacionais; executar tarefas de apoio à atividade judiciária; arquivar documentos; efetuar tarefas relacionadas à movimentação e à guarda de processos e documentos; atender ao público interno e externo; classificar e autuar processos; realizar estudos, pesquisas e rotinas administrativas; redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.
TÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA APOIO ESPECIALIZADO – ESPECIALIDADE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO: Executar atividades relacionadas ao desenvolvimento, teste, codificação, manutenção e documentação de programas e sistemas de informática; prestar suporte técnico e treinamento a usuários; elaborar páginas para internet e intranet; identificar as necessidades de produção, alteração e otimização de sistemas; efetuar os procedimentos de cópia, transferência, armazenamento e recuperação de arquivos de dados; elaborar pareceres técnicos; redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.
 Assista às entrevistas de alguns de nossos aprovados em 2018:  


Projeto Alta Performance: Coaching Concurseiros


O Coaching Concurseiros possui a melhor e mais completa preparação para concursos do país. Para conhecer os detalhes deste superprojeto, CLIQUE AQUI!!


Abaixo, seguem alguns diferenciais do Coaching Concurseiros:

Preparação especializada e realizada de acordo com o nível e o perfil de cada aluno;

Metodologia exclusiva e de muito sucesso, sendo a grande marca do Coaching Concurseiros;

O Coaching Concurseiros possui a mais moderna e completa plataforma de estudos do país;

Monitoramento de todas as informações em tempo real. O nosso sistema controla e emite alertas de problemas, tão logo eles ocorram;

 Aferição e controle da velocidade de estudo, de modo a detectar e corrigir pontos de deficiência na evolução de cada aluno;

Comunicação célere e eficiente entre coach/coachee: canal direto (plataforma), WhatsApp, e-mail, telefone, redes sociais, Skype e Stream;

Todos os Mentores são altamente especializados na preparação para concursos públicos, além de ocuparem cargos relevantes em carreiras típicas de Estado;

🥇🥈🥉Simulados de provas objetivas, em média, a cada 35 dias, com ranking, relatório de desempenho, detecção de pontos de melhoria e comparativo matéria a matéria com os desempenhos dos primeiros colocados;

 Simulados de provas discursivas, com correção de conteúdo e de uso do idioma, realizada por profissional com formação e experiência na área;

Relatórios estruturados produzidos e disponibilizados semanalmente (ou a qualquer momento, se necessário), com controle sistemático de desempenho;

Materiais Próprios e Exclusivos em disciplinas-chave (Confira os Cursos Exclusivos para Alunos);

 Equipes de suporte administrativo e de tecnologia da informação sempre de prontidão para subsidiar o atendimento;

Pós-edital completo: planejamento de estudo detalhado matéria por matéria, confecção de cadernos de questões de todas as disciplinas, cobrindo integralmente o conteúdo programático, simulados específicos extras, revisão final estruturada;

 94% dos alunos com suas expectativas superadas!

Você quer ser auditor do ISS-VALINHOS? Então, prepare-se com quem entende do assunto!


0 comentários:

Postar um comentário